Site Cultural de Feijó

Site Cultural de Feijó

Falso curso de Formação de Bombeiro Civil engana mais de 200 jovens em Rio Branco

O instrutor não era habilitado e sua empresa ‘Life Acre’ conseguiu alvará junto ao Corpo de Bombeiros Militar com a apresentação de um certificado falso

Um dos alunos do curso de Bombeiro Civil, Sidney Camurça Souza, fez uma denúncia ao ContilNet alegando que mais de 200 jovens  podem ter sido enganados pelo senhor Almerito Bandeira de Melo, durante o curso.
Segundo ele, ao final do curso de formação em Bombeiro Civil, eles descobriram que o instrutor não era habilitado e que sua empresa ‘Life Acre’ conseguiu alvará junto ao Corpo de Bombeiros Militar com a apresentação de um certificado falso.
Documento falso emitido e apresentado pelo o senhor Almerito Bandeira, para ministrar o curso de Formação de Bombeiro Civil/Foto: Sidney Camurça.
“Eu pedi para que ele mostrasse o diploma e ele nos enrolou durante todo o curso, disse que tinha se formado em São Paulo, nós entramos em contato com a empresa a qual ele disse ter se formado e eles nos disseram que Almerito nunca havia feito nenhum curso lá, foi quando percebemos que se tratava de uma fraude, a empresa de São Paulo nos enviou o certificado original e vimos que não tinha nada a ver com o que ele usava aqui”, disse.
A denúncia está sendo apurada pela Associação dos Praças do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Acre através de seu presidente, o BM Abrahão Pupio.
“No início nem o Corpo de Bombeiros se deu conta que se tratava de um certificado falso, mas ao ter conhecimento da falsificação do certificado, o advogado e presidente da Associação, Abrahão Pupio, já providenciou a anulação do certificado do falso bombeiro civil e medidas judiciais serão tomadas”, finalizou Sidney.
Certificado original do Grupo ABCESP – Divisão de Ensino, do curso de Formação de Bombeiro Civil/Foto: Sidney Camurça.

A ContilNet teve acesso ao certificado falso apresentado por Almerito Bandeira, supostamente emitido pela ABCESP – Divisão de Ensino. Com esse documento, ele conseguiu enganar o Comandante-Geral Coronel BM Roney Cunha e o Diretor de Ensino e Instrução Major BM James Cley de Carvalho, que de boa-fé, credenciaram a empresa Life Acre a formar bombeiros civis em todo o estado. Agora os alunos que participaram do curso exigem o ressarcimento do dinheiro investido em todo o curso.

Deixe um comentário

Nenhum comentário:

Imagens de tema por compassandcamera. Tecnologia do Blogger.